Noticias

E os feriados prolongados?


O Sindhotéis foi procurado pela imprensa para manifestar sua posição sobre os feriados prolongados neste ano. Isso porque dos 16 feriados e pontos facultativos nacionais, cinco poderão ser prolongados, ou seja, quando o dia de folga cai às segundas, terças, quintas ou sextas-feiras. O número é menor que o de 2018, que contou com ao menos 10 feriados prolongados. Diante desse cenário, a dúvida que surge: qual será o impacto para o Destino Iguaçu?

Crescimento gradativo
Para responder a questão é preciso lembrar que batemos todos os recordes de visitação em 2018, no Parque Nacional do Iguaçu, na Itaipu Binacional, Marco das Três Fronteiras, entra outros atrativos. As marcas históricas confirmam a sequência de crescimento ano a ano do nosso turismo. É possível que neste ano o movimento aumente, sobretudo por causa dos investimentos em infraestrutura e serviços dos atrativos, hotelaria e gastronomia, além da promoção e divulgação do destino.

Outro aspecto a destacar é que para o Destino Iguaçu, que tem parte do seu turismo focado no setor de eventos, um ano com menos feriados facilita a realização dos eventos, pois as empresas geralmente procuram fugir dos feriadões para realizar congressos, convenções etc, portanto o fluxo acaba se manifestado de outra forma.

Alerta
O presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagnin, acredita num reflexo inicial. Muitos turistas acostumados a viajar em feriados prolongados devem diluir as suas viagens ao longo do ano, em finais de semana ou mesmo nos poucos feriados prolongados que teremos em 2019. Neste caso, entretanto, é importante que os governantes fiquem atentos à superlotação dos atrativos, bem como vias de acesso e fronteiras com Argentina e Paraguai. Se em 2018, com 10 feriados prolongados, ocorreram longas filas, imagine o caos com uma ainda quantidade de pessoas. Por isso é resolver urgentemente gargalos nos acessos ao Destino Iguaçu, como duplicação da BR-277 e Rodovia das Cataratas, construção da Perimetral Leste, ampliação do aeroporto, bem como aperfeiçoar o fluxo nas fronteiras com Paraguai e Argentina.


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *