Home »

Entrevista Santo Salvatti

Entrevista Santo Salvatti

Como era o trabalho frente o Sindhotéis durante sua gestão? Quais eram as prioridades?
Foi um trabalho onde eu tive que ter uma dedicação muito grande para poder formar uma equipe de trabalho e principalmente a união e conscientização da classe. Iniciamos a idéia do sindicato com poucos associados embora a região de abrangência era de aproximadamente 20 cidades ou seja de Foz do Iguaçu ate Laranjeiras, Guairá e demais cidades dentro deste perímetro.

Durante sua gestão, o Sindicato em questões da classe empresarial e também em prol das questões pelo desenvolvimento da cidade?
O sindicato se fazia muito presente nos eventos da cidade quer seja eventos sócias ou de interesse publico ou políticos lembro que por duas vezes formamos uma comissão de trabalhadores onde fomos a Brasília   para conseguirmos a abertura da Ponte da Amizade pois o Paraguai e Brasil tinham fechado a mesma devido que o ex-presidente Anastasio Somoza da Nicarágua que era na época ditador havia fugido e se refugiado no Paraguai com muito dinheiro e com um grande numero de acompanhantes. Fomos a Brasília e também na cidade do Guarujá São Paulo, para tratar da abertura de cassinos no Brasil onde Foz do Iguaçu não poderia ser excluída como cidade prioritária de ter um cassino.

Quais as principais conquistas do Sindhotéis durante sua gestão?
Na gestão do Prefeito Coronel Clovis da Cunha Viena recebemos a doação do terreno onde esta o sindicato hoje. Tivemos um aumento considerável de associados. ma união da classe a qual era um dos principais objetivos.

Quais as principais dificuldades do Sindhotéis durante sua gestão?
Não conseguimos eliminar o trabalho informal que vem havendo ate hoje conhecido como os piranhas. Passando por muitas dificuldades financeiras.

Qual legado, lembrança positiva, para o senhor por conta do período frente ao Sindhotéis?
Acho que cumpri dentro do possível meu papel de presidente e sempre senti orgulho de ter impulsionado esta organização a alcançar um papel de defensor dos interesses dos hoteleiros e similares.

(Grampo Comunicação – Alexandre Palmar)

 

 

Facebook
Google+
Twitter

hospedagem

gastronomia

motéis

lazer