Noticias

Foz ganhará Escola Nacional de Turismo


Fechamos janeiro com mais novidades para a qualificação profissional em turismo em Foz do Iguaçu e região. Isso porque estamos pertinho de fechar o convênio entre o nosso Instituto de Hotelaria, Gastronomia e Turismo, a Unioeste e o Governo Federal para criação de uma Escola Nacional de Turismo, que funcionará no atual Centro de Capacitação Sindhotéis.

Autoridades presentes
Participaram do encontro, promovido na quinta-feira, 29, o presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagnin; o deputado federal Vermelho; o professor da Unioeste, Paulo Wolf; o presidente do Visit Iguassu, Felipe Gonzalez; o secretário Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla; e o diretor da Cataratas do Iguaçu S.A, Adélio Demeterko. Também estiverem presentes Sérgio Beltrame, Tânia Marta e o diretor-executivo do Sindhotéis, Plácido Oliveira.

União de forças
O projeto tem sido construído conjuntamente pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; pelo deputado federal Vermelho, pela Unioeste e Sindhotéis com objetivo de construir a “ primeira Escola Nacional de Turismo”, destacou o professor e ex-reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná Paulo Wolf. Vale frisar que a proposta criou corpo na sua gestão frente à instituição de ensino superior. “O governo federal já liberou R$ 3 milhões. O recurso está empenhado”, comemorou Wolf.

Projeto terá 3 frentes de ação
O projeto tem três etapas: 1) desenvolver estudos dos potenciais turísticos da região 2) implantar dezessete cursos de qualificação profissional e 3) criar um escritório de inteligência do turismo para produzir pesquisas. “Em fevereiro precisamos fazer o estudo de aplicação e o convênio entre o Sindhotéis e Unioeste. A ideia é montar equipe pedagógica e administrativa em março e iniciar as aulas em abril.

Luta incansável em Brasília
Durante o encontro promovido no Sindhotéis, o deputado federal Vermelho informou que a criação da Escola Nacional de Turismo é resultado de uma luta incansável em Brasília, com apoio de todo o trade turístico de Foz do Iguaçu. “Vamos preparar a nossa gente com mais profissionalismo para melhor atender ao turista que vem a cidade”, disse. Segundo ele, o ministro de Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, virá ao município em breve para a aula inaugural. “É fonte, renda, riqueza para todos nós”, afirmou.

Referência no Brasil
Como não poderia deixar de ser, o presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagnin, também mostrou otimismo para o início das aulas em curto prazo, já que a parceria entre o Instituto de Hotelaria, Gastronomia e Turismo (braço pedagógico do sindicato), a Unioeste e o Governo Federal tem avançado rápido. “É uma grande parceria envolvendo o nível nacional, estadual e municipal para criamos um centro de ensino de turismo de referência no Brasil”, resumiu Rafagnin.