Home »

Mtur responde dúvidas de Foz sobre novo Sistema Nacional de Registro de Hóspedes

Mtur responde dúvidas de Foz sobre novo Sistema Nacional de Registro de Hóspedes

hotelaria-funcionarios


hotelaria-funcionariosO novo Sistema Nacional de Registro de Hóspedes está valendo desde o começo de julho.  A principal mudança foi a troca da tradicional ficha de papel por formulário eletrônico na hora de preencher o cadastro dos clientes. A modernização naturalmente despertou dúvidas entre alguns empresários e funcionários dos meios de hospedagem.

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz do Iguaçu acionou a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação para esclarecer dificuldades enfrentadas pela base e requisitar a vinda de um técnico para ministrar uma palestra na cidade.

A FBHA, por sua vez, fez a ponte com o Ministério do Turismo. Esta semana o Mtur, responsável pela implantação do sistema informatizado em todo o País, respondeu algumas dúvidas dos associados dos SINDHOTÉIS.

1 – Não é possível acessar o Sistema por não aceitar o CPF (login inicial):
Muitos prestadores não se recordam do CPF que está cadastrado no Cadastur, nesse caso se não conseguir resolver entrando em contato com o 0800 6068484 ou atendimento.cgst@turismo.gov.br entrar em contato com a Secretaria de Turismo do Estado por telefone ou por e-mail relatando o problema que vamos verificar caso a caso.

2 – Dificuldades na integração do Sistema com os programas de gestão utilizado pela empresa:
Nesse caso apenas a empresa que desenvolveu o software pode auxiliar, pois essa integração depende exclusivamente dela. Caso a empresa esteja com algum problema técnico para realizar a integração pode entrar em contato com o 0800 6068484 ou atendimento.cgst@turismo.gov.br que a TI do Ministério verifica a inconsistência. 

3 – O hóspede se recusa a fornecer o CPF e a ficha não pode ser enviada sem esse dado:
Entendemos que é necessário uma mudança de cultura por parte dos hóspede para que passem a informar o CPF. O Ministério pretende disponibilizar material de divulgação e sensibilização para os meios de hospedagem informando da obrigatoriedade de fornecer todos os dados para preenchimento da FNRH.  

4 – Alguns países informados como local de origem ou destino, não são aceitos:
Temos que saber de qual país se trata, pois esse campo está de acordo com a tabela do IBGE que está disponibilizada no site www.hospedagem.turismo.gov.br na aba manuais.  

5 – Alguns tipos de documentos (como passaporte) não são aceitos no caso de estrangeiros e, eles não possuem CPF:
Em todos os testes que realizamos o passaporte é aceito para os estrangeiros e já temos várias FNRH’s preenchidas com essas informações. 

6 – Dificuldade em entender os manuais (passo a passo):
Caso tenha alguma dificuldade em entender os manuais pode entrar em contato com nossa central de atendimento para esclarecer.

NOVO SISTEMA VAI ELABORAR
PERFIL COMPLETO DOS HÓSPEDES
Com os dados, o governo federal pretende elaborar um perfil mais completo dos hóspedes, identificando o perfil do turista e as taxas de ocupação hoteleira de cada região. Futuramente o banco de dados vai ajudar a melhorar a elaboração de políticas públicas direcionadas ao setor turístico.

As novas regras seguem as exigências da Lei 11.771/2008 e Decreto 7.381/2010. Dúvidas sobre a legislação e outras informações podem ser esclarecidas no site www.hospedagem.turismo.gov.br ou pela central de atendimento no telefone 0800 606 8484.

(Sindhotéis)

Facebook
Google+
Twitter

hospedagem

gastronomia

motéis

lazer