Home »

PONTE DA INTEGRAÇÃO SERÁ INAUGURADA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA (12)

PONTE DA INTEGRAÇÃO SERÁ INAUGURADA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA (12)

Pouco mais de três anos após o início das obras, a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, entre Foz do Iguaçu (PR) e Presidente Franco (PY), será inaugurada oficialmente na próxima segunda-feira (12). Estão previstas as presenças dos presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, entre outras autoridades dos dois países. Os detalhes da cerimônia ainda não foram divulgados.

O empreendimento é uma ação do governo federal, em parceria com o governo do Estado do Paraná e a Itaipu Binacional, que está investindo R$ 323 milhões no projeto, em valores atualizados. A empresa também financia as obras da Perimetral Leste, que estão em andamento e incluem construção de novas aduanas. A rodovia de 15 km vai conectar a nova ponte à BR-277. O valor de investimento da Itaipu é de R$ 336,6 milhões.

Nesta quarta-feira (7), representantes do consórcio Construbase-Cidade-Paulitec, responsável pela obra da ponte, reuniram-se em Foz do Iguaçu com o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Anatalicio Risden Junior, e o diretor de Coordenação, Luiz Felipe Carbonell.

O encontro foi solicitado pelo consórcio para agradecer a participação de Itaipu no projeto, como agente financiador, o que permitiu a conclusão dentro do cronograma previsto, sem atrasos significativos ou incidentes.

“Foi uma parceria fantástica com a Itaipu. Nesses três anos, tivemos uma convivência muito gratificante, muito técnica. Cada um com o seu objetivo, mas no fim alcançamos um excelente resultado”, afirmou José Luis Torres Rossetti, diretor da Construbase e head do consórcio. “Trata-se de uma nova visão de empreendimento público com qualidade.”

Risden deu as boas-vindas ao grupo e lembrou que a nova ponte internacional era uma reivindicação antiga da sociedade, para desafogar o tráfego de veículos pesados da Ponte da Amizade – mas que que só saiu do papel em 2019, quando começaram as obras. “A Ponte da Integração é um marco para a região e sua construção transcorreu de forma extremamente tranquila, dentro dos prazos previstos”, salientou.

Carbonell observou que a construção da Ponte da Integração coincidiu com o período mais crítico da pandemia de covid-19, que trouxe dificuldades adicionais aos trabalhos, especialmente no suprimento de materiais. Segundo ele, “a nova ponte terá relevância internacional e formará um novo eixo logístico para os dois países”.

“Essa obra é particularmente especial porque tem um vão-livre que é o maior da América do Sul. Isso foi atingido sem interferir no leito do rio [Paraná], como uma premissa que a gente adotou. Conseguimos colocar as duas torres nas margens, não tem nada dentro do rio”, reforçou José Luis Torres Rossetti.

Também participaram da visita Celso Moscardi e Marcelo Yassuo Sunemi (Construbase); Raul Leitão dos Santos, Roberto Leitão dos Santos e Flávio Severiano dos Santos (Cidade); e Pedro Luiz Paulikevis dos Santos (Paulitec). Antes do encontro no Centro Executivo, o grupo fez uma visita técnica à usina hidrelétrica, coordenada pela Divisão de Relações Públicas (CSRP.GB) da binacional.

Como é a estrutura

A Ponte da Integração Brasil-Paraguai é do tipo estaiada, tem 760 metros de comprimento e vão-livre de 470 metros. Conta com duas pistas de 3,6 metros de largura cada, acostamento de 3 metros e calçada de 1,7 metro nas laterais. No lado brasileiro, o mastro principal tem 190 metros, equivalente a um prédio de 63 andares.

As obras começaram em agosto de 2019. Três anos depois, em agosto deste ano, as duas frentes de trabalho (do Brasil e do Paraguai) se encontraram sobre o leito do Rio Paraná. Foram utilizados no projeto aproximadamente 37 mil metros cúbicos de concreto e 3,5 mil toneladas de aço.

No final de novembro, a ponte foi submetida a testes dinâmicos com caminhões-betoneira, carregados de água e brita e carga de até 162 toneladas. A iluminação funcional, com tecnologia em LED, também está instalada.

Mesmo antes de inaugurada, a ponte – vizinha do Marco das Três Fronteiras –, já se tornou um novo cartão-postal na região turística trinacional. De noite, é possível ver a estrutura iluminada de longe, a partir de vários pontos da fronteira.

(Assessoria de Imprensa Itaipu Binacional /Foto: Nereu Ambrozini/Video Up).

Facebook
Twitter

ASSOCIADOS

Conheça as vantagens

ATRAÇÕES TURÍSTICAS

Carrossel de imagens

ENVIE SEU CURRÍCULO

ASSOCIADOS

Conheça as vantagens

ATRAÇÕES TURÍSTICAS

Carrossel de imagens

ENVIE SEU CURRÍCULO

Workshop de Segurança de Alimentos

Nesta sexta (14), aconteceu no Sindhotéis, o workshop de Segurança de Alimentos, onde 30 participantes ligados a hotelaria e gastronomia, participaram.  A nutricionista Suyan Alexandre

LEIA MAIS

“Não é Não”

“Não é Não”, destinado a prevenir o constrangimento e a violência contra a mulher em ambientes nos quais sejam vendidas bebidas alcoólicas, como casas noturnas,

LEIA MAIS