Home »

Sindhotéis defende nova revisão da definição de casos de Covid-19

Sindhotéis defende nova revisão da definição de casos de Covid-19

A Prefeitura mudou a definição de casos de Covid-19. Pessoas com síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave com perda de olfato ou paladar aguda, sem causa anterior, serão automaticamente classificadas como casos confirmados. O Sindhotéis entende a medida como necessária para a saúde coletiva, mas alerta para os seus desdobramentos.

Repelimos a ideia de não se fazer o exame para o diagnóstico da doença. Ao contrário, o teste deve ser realizado no menor prazo possível. Solicitamos que a medida seja reexaminada com urgência e que sejam realizados os testes em todas as pessoas que apresentem sintomas, de forma consonante ao que preconiza a OMS e o Ministério da Saúde.

Podemos ter, assim, muitas pessoas não infectadas por covid-19 a causar prejuízos incalculáveis para a economia local. Não é justo que as empresas arquem com os custos trabalhistas por dias não trabalhados após o resultado de exames “negativados” ou pela pura e simples falta deles.

Se de um lado precisamos evitar a circulação do vírus e agravamento da doença nos infectados, do outro é preciso ressaltar que os meios de hospedagem e de gastronomia têm feito verdadeiro malabarismo para substituir os funcionários afastados e manter o funcionamento mínimo sem prejudicar o atendimento e sustentabilidade financeira.

Foto: Agência Municipal de Notícias

Facebook
Google+
Twitter

ASSOCIADOS

Conheça as vantagens

ATRAÇÕES TURÍSTICAS

Carrossel de imagens

ENVIE SEU CURRÍCULO

ASSOCIADOS

Conheça as vantagens

ATRAÇÕES TURÍSTICAS

Carrossel de imagens

ENVIE SEU CURRÍCULO

1ª Foz Night Falls Run

  Dia 3 de setembro (Sábado a noite) Largada: 19:30 Trajeto: Saída do Muffato Jk, Av. Rep. Argentina, Av. Brasil, Av Jorge. Schimmelpfeng com chegada

LEIA MAIS