Home »

Empresários destacam reflexos do recorde de visitas no parque

Empresários destacam reflexos do recorde de visitas no parque

O Parque Nacional do Iguaçu vai registrar novo recorde de visitação neste ano. Para saber os reflexos dessa marca no setor, o Sindhotéis conversou com seus associados.

NELSON LUIZ SEIBT, Hotel 3 Fronteiras
“O movimento no parque traz reflexos grandiosos aos estabelecimentos voltados ao turismo. É incomparável o turismo de hoje com aquele dos anos 80 e 90, quando, apesar do grande fluxo na cidade, não tínhamos elevada permanência. Naquela época os nossos encantos naturais não eram a finalidade de quem chegava na cidade. Hoje a nossa estrutura turística tem favorecido em demasia a expansão do turismo. O turista, quando encontra boa infraestrutura, tem maior probabilidade de retorno.”

SIDNEY PAIVA, Royal Iguassu Hotel
“O movimento no parque reflete diretamente no hotel, isso porque trabalhamos muito com turistas latino-americanos — a maioria argentinos, chilenos, uruguaios e paraguaios; justamente o mesmo perfil da maioria dos visitantes do PNI.”

IRACI SOSSELLA, Hotel San Juan
“Antes o movimento de turistas oscilava de um ano para outro. Agora não, temos uma constante positiva em virtude da propaganda, da divulgação boca em boca, enfim, um conjunto de fatores. De julho para dezembro tivemos maior número de hóspedes — grande parte argentinos.”

CARLOS GARICHOCHE, Restaurante Engenho
“A vinda dos turistas tem ótimo reflexo na hotelaria, gastronomia e outros comércios que estão interligados ao turismo. Graças ao bom trabalho que as entidades estão desempenhando, a procura em Foz é cada vez maior. O movimento no meu estabelecimento, tanto na pousada quanto na gastronomia, superou as expectativas.”

JEFFERSON CRUZ, Hotel Viale Cataratas
“O nosso movimento foi maior em virtude do fluxo de turistas no PNI. A ocupação leva ainda em consideração o benefício daqueles turistas que vêm a negócios e não têm tempo de visitar as Cataratas. Por isso ganhamos uma pequena margem adicional não considerada no recorde.”

GIL CRISTANI, Lanchonete Tio Gil
“Sim, indiretamente, pelo fato da empresa estar localizada longe das regiões turísticas e porque nossos clientes são do município. Mas o aumento do movimento turístico na cidade beneficia a todos. O aumento da renda da população acaba beneficiando comerciantes e moradores do município.”

ALTINO VOLTOLINI, Recanto Park Hotel
“Com certeza, os reflexos foram extremamente positivos. Este aumento de demanda propiciou um considerado aumento no índice de ocupação, permitindo manter tarifas justas para ambas as partes. O que não acontece em baixa temporada, onde o passageiro acaba por determinar a tarifa e, logicamente, a seu favor.”

PAQUITO SERRANO, Restaurante Zaragoza
“O reflexo do movimento de turistas no Parque Nacional do Iguaçu em seu restaurante foi relativo. Existe muita concorrência entres os estabelecimentos. Outro problema está no pagamento de comissões aos guias por parte de muitos donos de restaurantes. O turista é roubado. O turista paga R$ 40: desse valor, R$ 25 pela refeição e R$ 15 de comissão. Isso precisa acabar. Além disso, a concorrência com estabelecimentos argentinos também prejudica o setor”.

SEJA FORTE, ASSOCIE-SE AO NOSSO SINDICATO
__________________________________________________________
SINDICATO DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES E SIMILARES
MAIS INFORMAÇÕES: (45) 3027-1836
WWW.SINDHOTEISFOZ.COM.BR

Facebook
Google+
Twitter

HOSPEDAGEM

GASTRONOMIA

MOTÉIS

LAZER